ESPECTÁCULO     FOTOGRAFIAS   IMPRENSA


A ORELHA DE DEUS, de Jenny Schwarz

Um casal perde um filho com dez anos de idade. Na impossibilidade de lidar com a dor, refugia-se num universo dotado de uma lógica própria e aparentemente insondável.

Formalmente, o discurso explora a repetição de fragmentos de diálogo, brinca com o verso e as palavras são muitas vezes usadas enquanto fonemas para explorar jogos rítmicos ou de sentido. Num movimento de associações livres, recorrendo a ditos populares e tiques de linguagem, incapaz de se ancorar nos habituais cânones racionais, a célula familiar procura refazer a sua identidade.

 

Autora: Jenny Schwartz

Encenação: Cristina Carvalhal

Tradução: Rogério Casanova

Interpretação

Cucha Carvalheiro: Fada dos Dentes

Diana Sá: Lanie

Emílio Gomes: Guy

Luisa Cruz: Mel

Manuel Wiborg: Ted

Pedro Carmo: GI Joe/ Hospedeira Travesti

Sandra Faleiro: Lenora

Cenário e Figurinos: Ana Limpinho e Maria João Castelo

Música: Sérgio Delgado

Luz: José Manuel Rodrigues

Produção executiva: Mafalda Gouveia

 

Local: Culturgest (Lisboa)

Datas: 24 a 30 de Setembro 2009

Digressão: Centro Cultural Vilaflor (Guimarães) e Teatro Viriato (Viseu)


Co- produção com Teatro Oficina e Culturgest