ESPECTÁCULO    FOTOGRAFIAS    IMPRENSA


De Que Falamos Quando Falamos De Amor, a partir de Raymond Carver

“A caracterização de personagens e de situações é conseguida com uma eficácia que faz justiça ao trabalho desta equipa invulgarmente coesa. (...)

A presença do universo literário de Carver no espectáculo é, ainda, um bom exemplo de simbiose entre os dois registos (o literário e o dramático-cénico), acrescentando densidade e espessura ao espectáculo, sem trair a elegância e a economia do texto original.”

 

João Carneiro in Expresso 22 Março 2003